Choques e Tribulações

Choques e Tribulações

“No mundo, tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jesus, conforme anotado no Evangelho segundo João, capítulo 16 v.33)

Irmãos em Aliança,

A sociedade brasileira, em choque pelo ato de barbárie e insanidade cometido no Rio de Janeiro, entra inesperadamente em estado de alerta para a violência destruidora de vidas.

Momento de refletir. Nossas mentes entram em estado de confusão, presas de sentimentos que podem variar da impotência e desânimo à revolta e sede de vingança.

Usando a razão, nós temos nos esforçado para aprender a Lei Divina da Justiça, sintetizada na lição do Cristo: “A cada um, segundo suas obras” e clarificada pelos Espíritos, no cerne da Codificação, ensinando que a justiça divina atua através do princípio de ação e reação em vidas sucessivas, para possibilitar o progresso moral, pelo esforço próprio.

Todavia, a razão é necessária, mas não suficiente para a compreensão dos fatos da vida. O sentimento de amor irrestrito é fator indispensável para nossa visão de futuro espiritual.

Por mais que fiquemos repetindo para nós mesmos que há explicações lógicas para a violência, enquanto não soubermos amar sem restrições, nossos pensamentos ficarão a mercê dos estados de invigilância, revolta e desânimo.

A primeira proposta que surge às nossas mentes é a das vibrações individuais e coletivas, que treinamos desde as primeiras aulas. Mas, se vibrarmos mecanicamente, sem fé ou amor legítimos, poderemos entrar em processo de comentário do mal, que só alastra o próprio mal. Em um mundo em transição espiritual não basta o bem só em palavras. Precisamos nos ajudar para depurar o campo dos sentimentos.

Apoiemo-nos uns aos outros, em reuniões de intercâmbio de experiências emocionais. Eduquemo-nos para amar sem restrições, tanto a vítimas como algozes, nas menores situações de desequilíbrio nas relações humanas, nos fatos do cotidiano

Nas aulas da Escola de Aprendizes do Evangelho, treinemos mais vezes o exercício de ouvir um ao outro, com o coração.

Nos trabalhos de Assistência Espiritual, tratemo-nos com amor e compreensão, sem julgamentos superficiais e precipitados, tanto com assistidos como entre as equipes de voluntários.

Nas aulas de Moral Cristã, esforcemo-nos para, mais do que falar, demonstrar com atitudes, para crianças e pais, que é preciso fé e esperança na vida, organizada pelas leis divinas.

Nos encontros com os jovens, fortaleçamos a vontade e a esperança de transformar o mundo para o Bem.

Nas atividades de intercâmbio mediúnico, apoiemos aos irmãos sofredores e revoltados com sentimentos de compreensão, expressos menos em palavras, mais em vibrações. E reservemos alguns minutos para ouvir os mensageiros dos Planos Superiores, para renovar nossas energias pela fé e pela esperança no trabalho que transformará a Terra em um mundo melhor.

São oportunidades que temos de nos fortalecermos para os embates da Vida e os desafios de nosso estado de adiantamento espiritual, ainda muito incipiente para nos equilibrarmos sozinhos e sem auxílio mútuo.

Abençoadas são as tarefas em equipe! Através delas, podemos nos preparar para mantermos o bom ânimo e a capacidade de construir o bem, mesmo nas situações da vida em que todos ao nosso redor permanecem cegos e surdos pelo ódio ou pela descrença na humanidade.

Estamos definitivamente em uma época de transição espiritual. E mesmo neste abençoado solo do Cruzeiro, escolhido pelo Cristo para abrigar a renovação do panorama espiritual da Terra, sabemos que não viveremos à margem das convulsões psicológicas e sociais típicas das grandes mudanças.

Outros choques virão. Porém, pela aplicação e esforço que dedicarmos à melhoria do mundo íntimo da alma – nosso dever e nossa capacidade individual – ajudaremos as relações humanas ao redor de nós. É a parcela da construção do Bem na Terra que compete a cada um de nós.

Verdadeiramente, a paz que o Cristo nos dá, não é a paz que o mundo conhece.

Sejamos melhores irmãos uns dos outros, para melhor servir.

O Diretor Geral da Aliança

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s